17 de set de 2013

Uma noite qualquer...


21.08.2013

Sonhar de olhos abertos, quem diria que seria a chave para uma imaginação fértil...
O mais estranho de tudo sou eu, escrevendo isso sem motivo, com uma lanterna à mão, à ouvir Lana Del Rey. Acho que, não escrevo porque quero, parece ser um impulso, uma voz interior que não se liberta diante da sociedade, mas se abre para um pedaço de papel, com a ajuda das palavras e do pensar. E nesse momento fluem os pensamentos, com algo que já ocorreu, ou ainda está por vir.

E pensar que uma história escrita em 1990, pode se tornar a melhor fantasia de todos os tempos, ou uma das. Imaginar o que acontecerá com os personagens, e que está por vir. E Carrie, o que será dela? O que acontecerá com ela e seus amigos? Pois é, nem eu sei...

Novamente quieta e insolente minha criatividade, que só ecoa o silencio.

3 comentários:

  1. Adorei, lindo teu blog! :3
    Já segue o meu?
    Da uma passadinha lá!
    http://theworldoflena.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que postagem linda, adorei!
    Seu layout é maravilhoso,estou apaixonada.
    pequeena-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto, muito perfeito o3o


    Beijos,
    Bia

    on http://relatosdeparis.blogspot.com.br/
    Espero sua visita :)

    ResponderExcluir